FANDOM


O Edo Tensei é um kinjutsu usado para reviver os mortos. Essa técnica foi originalmente desenvolvida porTobirama Senju, e depois aperfeiçoada por Orochimaru. Kabuto Yakushi alega ter dominado essa técnica num nível muito maior que os dois. Ele afirma também que essa técnica é “a maior e mais poderosa técnica no universo shinobi”, já que ela não traz nenhum risco ao usuário. De acordo com Madara Uchiha, essa técnica foi originalmente feita com a intenção de acabar com o campo de batalha.


Kuchiyose: Edo Tensei
830px-Edo Akatsuki
Informações
Estréia (Mangá): Capítulo 117
Estréia (Anime): Episódio 69
Estréia (Game): Naruto: Ultimate Ninja
Kanji: 口寄せ・穢土転生
Rōmaji: Kuchiyose: Edo Tensei
Português: Invocação: Ressurreição do Mundo Impuro
Classificação: Kinjutsu
Rank: S
Classe: Suplementar
Selos Manuais: Tigre, Cobra, Cachorro, Dragão, Bater as mãos
Usuários: Tobirama Senju

Orochimaru Kabuto Yakushi

CondiçõesEditar

A técnica requer primeiramente uma amostra de DNA da pessoa a ser ressuscitada. Kabuto nota que isso basicamente equivale a roubo de sepulturas, apesar de manchas de sangue ou órgãos recuperados após a morte do alvo também funcionam. A alma da pessoa deve residir no "mundo puro" (浄土, jōdo); portanto, aqueles cujas almas foram consumidas pelo shinigami, por exemplo, não podem ser revividos.

Em seguida, um sacrifício vivo é preciso para servir de recipiente para a alma do morto. Com todos os pré-quesitos para o ritual, o DNA da pessoa é sujado num pergaminho especial que, ao ser ativado, espalha os restos do morto na forma de um selo especial, com o sacrifício em seu centro. Assim que o pergaminho é ativado, os restos se espalham rapidamente, formando todo um conjunto de simbolos especiais, com o sacrifício no centro de tudo. E então cinzas e poeira cercam e cobrem o sacrifício, dando a ele a mesma aparência que o ressuscitado possuia antes da morte. O processo á aparentemente doloroso, assim como foi visto quando Fū foi usado para reviver Torune. A pessoa então é revivida e é geralmente armazenada em um caixão até ser invocada pelo usuário. Teoricamente é possível reviver um número ilimitado de pessoas, enquanto o usuário tiver chakra, DNA e sacrifícios sufientes para isso.

DetalhesEditar

InvocaçãoEditar

Quando invocado pela primeira vez, o corpo do ressuscitado é guardado num caixão que os mantem dormindo para que o corpo não se modifique,para que o invocador do jutsu possa colocar os corpos em ação . O corpo possui uma cor cinza e estará num estado de pequena decadência, marcado por rachaduras e outras imperfeições, e o indivíduo parece estar dormindo. Ao despertar, a pessoa retem todas as suas memórias, personalidade e até suas habilidades que ela tinha em vida, incluindo Kekkei Genkai , Kekkei Tōta ou contratos de invocação. Apesar de roupagem ser retida pelo shinobi revivido, armamentos não são e devem ser obtidos pelo usuário se necessário, assim como foi visto com dois membros dos Sete Espadachins Ninjas da Névoa, que não puderam recuperar suas armas de um pergaminho ao serem ressuscitados, já que elas já estavam na pose de outras pessoas. Porém, assim que adquiridas, shinobi que armazenaram as armas dentro deles mesmos ou junto a eles ainda podem invocá-las novamente, independente do número de vezes que eles são guardados dentro de seus respectivos caixões. Como um efeito colateral, o revivido parece reter qualquer dano corporal permanente e limitações físicas recebidas durante a vida. Os invocados possuem esclera cinza e retêm suas cores de olhos originais, porém o olho inteiro está escurecido. Porém quando Kabuto toma controle total deles, eles ganham esclera negra e íris branca. Exceto pela esclera, as cores dos olhos de possuidores de dōjutsu não muda. O invocado pode ser chamado novamente pelo usuário a qualquer momento, fazendo com que um caixão vazio surja e recupere o indivíduo, e o invocador também pode fazer com que ressuscitados invoquem remotamente caixões contendo reforços adicionais.

ControleEditar

Após o indivíduo ser invocado e despertado, o invocador pode prendê-lo a sua vontade usando um talismã especial, que é anexado ao fim de uma kunai e implantado no cérebro. Depois disso, o ressuscitado irá regenerar-se, eliminando quaisquer imperfeições restantes e restaurando a cor de seu corpo e roupas.



Diferentes talismãs podem ser usados para decretar diferentes graus de controle. Os talismãs de Orochimaru eliminavam completamente as personalidades dos invocados, tornando-os em máquinas mortíferas sob seu comando. Kabuto prefere usar um talismã de ligação mais fraco em certos indivíduos, permitindo-os reter um grau de suas próprias personalidades. Esse método é útil para guerra psicológica, e pode também permitir que o indivíduo invocado explore suas próprias emoções, memórias ou criatividade para fortalecer a eficácia no combate, mas também acarreta muitas desvantagens; precisa-se de mais esforço para reter o controle com a ligação mais fraca, que pode possibilitar que os corações dos invocados sejam influenciados por fortes emoções, o que resulta na alma se libertando e retornando para o Mundo Puro. Shinobi ressuscitados com suas personalidades ainda intactas têm seus movimentos limitados a certas ações, estando basicamente num “auto-piloto” para reagir contra as técnicas inimigas. Assim que eles reconhecem uma técnica inimiga, seus corpos são programados para combatê-la com um método apropriado.

Mesmo assim, Kabuto pode remover completamente suas personalidades se necessário, e pode optar por isso se os ressuscitados resistirem fortemente a seu comando. Após ganhar mais experiência com a técnica e absorver chakra do Orochimaru de Anko Mitarashi, Kabuto exerce controle muito maior sobre os invocados e pode até mesmo sobrescrever seus próprios talismãs, aumentando ainda mais o poder da ligação. O invocador então pode tanto controlar remotamente ou localizar os indivíduos ressuscitados usando pedrinhas, manipuladas numa rede que age como um tipo de mapa. A pedrinha de seu trunfo é preta, enquanto as demais são de cor clara. O invocador pode também falar diretamente pelos invocados.


AprimoramentosEditar

Ao contrário de quando eram vivos, os ressuscitados parecem possuir uma resistência quase ilimitada e podem lutar continuamente, já que nem Kimimaro ou Itachi mostraram fadiga das doenças que eles tinham em vida, e Itachi até mesmo foi capaz de usar várias técnicas do Mangekyō Sharingan sem mostrar exaustão, algo que era muito mais aparente antes de sua morte.



Os revividos não podem ser mortos por meios normais. Qualquer dano que eles receberem irá regenerar-se facilmente, seja membros perdidos ou desintegração completa. Nem mesmo matar o invocador pode pára-los. Os invocados podem fazer uso prático de sua habilidade de regeneração para usar ataques suicidas e ninjutsu de grande escala para aniquilar tudo no campo de batalha e então simplesmente regenerar-se.



Kabuto também pode modificar os invocados, assim como ele fez com Madara Uchiha, alegando tê-lo tornado muito melhor do que ele era em seu auge. Tobi também modificou os olhos dos jinchūriki ressuscitados para se igualarem aos dele, assim como selar novamente os bijū dentro de seus respectivos hospedeiros.


CombateEditar

Enquanto os ressuscitados são imunes a ataques tradicionais e até mesmo a morte do invocador ser ineficiente.

Tecnicas


  1. Informações Pendende


Ressuscitados conhecidosEditar

Ressuscitados por Orochimaru

Nome [1]

Vila [2]

Razão de ser ressuscitado [3]

Estado atual [4]

Hashirama Senju

Konohagakure

Hokage

Selado

Tobirama Senju

Konohagakure

Hokage

Selado


Ressuscitados por Kabuto

Nome [5]

Vila [6]

Razão de ser ressuscitado [7]

Estado atual [8]

Ameyuri Ringo

Kirigakure

"Famoso"

Selado

Asuma Sarutobi

Konohagakure

"Famoso"

Selado

Chiyo

Sunagakure

"Famoso"

Selada

Chūkichi

Kirigakure

"Famoso"

Selado

Dan Katō

Konohagakure

"Famoso"

Capturado

Deidara

Iwagakure

Akatsuki

Capturado

Quarto Kazekage

Sunagakure

Kage

Selado

Takigakure

Jinchūriki

Incapacitada

Fuguki Suikazan

Kirigakure

"Famoso"

Selado

Gari

Iwagakure

"Famoso"

Selado

Ginkaku

Kumogakure

"Famoso"

Selado

Haku

Kirigakure

"Famoso"

Selado

Han

Iwagakure

Jinchūriki

Incapacitado

Hanzō

Amegakure

"Famoso"

Selado

Hizashi Hyūga

Konohagakure

"Famoso"

Selado

Itachi Uchiha

Konohagakure

Akatsuki

Ativo (Liberto)

Jinin Akebino

Kirigakure

"Famoso"

Selado

Jinpachi Munashi

Kirigakure

"Famoso"

Selado

Kakuzu

Takigakure

Akatsuki

Selado

Kimimaro

Otogakure

"Famoso"

Selado

Kinkaku

Kumogakure

"Famoso"

Selado

Kushimaru Kuriarare

Kirigakure

"Famoso"

Selado

Madara Uchiha

Konohagakure

Chantagear Tobi /"Famoso"

Ativo

Mangetsu Hōzuki

Kirigakure

"Famoso"

Selado

Iwagakure

Kage

Metade selada/Metade ativa

Nagato

Amegakure

Akatsuki

Selado

Pakura

Sunagakure

"Famoso"

Selada

Rōshi

Iwagakure

Jinchūriki

Incapacitado

Sasori

Sunagakure

Akatsuki

Liberto

Segundo Mizukage

Kirigakure

Kage

Selado

Shin

Konohagakure

"Famoso"

Liberto

Torune

Konohagakure

Demonstração para Tobi

Desconhecido

Terceiro Raikage

Kumogakure

Kage

Selado

Toroi

Kumogakure

"Famoso"

Selado

Utakata

Kirigakure

Jinchūriki

Incapacitado

Yagura

Kirigakure

Jinchūriki/Kage

Incapacitado

Yugito Nii

Kumogakure

Jinchūriki

Incapacitada

Zabuza Momochi

Kirigakure

"Famoso"

Selado

CuriosidadesEditar

  • "Edo" (穢土; significa literalmente “Solo Sujo”) é o que os budistas japoneses chamam de mundo normal, onde pessoas não-iluminadas vivem; o mundo dos vivos; o mundo das pessoas que ainda não escaparam das más influências (ódio, ganância, desilusão etc.) que resultam em sofrimento.
  • No capítulo 117 do mangá, quando Orochimaru realizou essa técnica primeiro, ele tenta invocar um terceiro caixão. Quando o caixão não é invocado, ele comenta sobre a falha. Anos mais tarde, no capítulo 520, Kabuto explica que a tentativa de Orochimaru em invocar o Quarto Hokage falhou devido a sua alma não residir no “mundo puro”. No episódio 69 do anime, quando Orochimaru usou essa técnica, o caixão aparece brevemente com o kanji “Yon” (四, “quatro”) escrito nele; apesar da invocação ainda falhar. Baseado na demonstração de Kabuto, parece que a falha atual teria ocorrido quando Orochimaru realizou o ritual preparatório original.